• Meu Insta

    💗 Chinatown. #quartierchinois #Chinatown #ottawa #myottawa #happyart #cuterabbits #spreadinglove Cute 🌼👌 #goodvibes #bywardmarket #myottawa #lojalindinha #creativityfound #whichway #directions #thingswelove #tbt with a bit of France near Canada, can't wait to go back there! #tb em Saint Pierre et Miquelon, ilhas da França pertinho do Canadá (de Newfoundland), da pra andar em Saint Pierre todinha a pé. #ilhaslindas #saintpierre #saintpierreetmiquelon #France #frenchislands #francesas #throwbackthursday #voltaaotempo
  • Cada Passo = Flash

    Pieces

    Christmas Fun

    Happy Snowman

    Mais fotos
  • No Twitter

  • Lendo no momento


    *Livros didaticos: italiano, alemao, holandes, latim e arabe.


    Li esse ano:(mouse no icone)

    Total:

visto de trabalho e imigração

Bueno, não trabalho mais com imigração mas, por causa do blog sempre recebo perguntas sobre como vir morar aqui, principalmente agora que os regulamentos mudaram. O que eu recomendo para quem quer morar em Newfoundland é pegar o visto de turista e vir para o Canadá com o visto de turista. A economia da ilha de Newfoundland está mudando por causa das companias de óleo e mineração. A provincia precisa de gente! E conheço, pelo menos, 3 casos de brasileiros que conseguiram a imigração pelo PNP (provincial nominee program). Basicamente fizeram assim:
1 – chegaram no Canadá com o visto de turista
2 – procuraram e conseguiram um trabalho (qualquer tipo de trabalho que seja registrado e tempo integral)
3 – com a carta do empregador, marca uma hora no depto de imigração da provincia para começar o processo de visto de trabalho.
4 – vai com a papelada para St.Pierre-et-Miquelon (para sair e voltar ao pais, porque só quando se entra de novo no país é que o visto de turista muda para o de trabalho).
5 – volta para o Canadá e consegue o visto de turista na entrada.
6 – com o visto nas mãos, volta ao depto de imigração da provincia para dar entrada na papelada de imigração pelo PNP.
7 – depois de uns 6 – 9 meses chega sua papelada de imigrante.

Fácil, não? Mais informações: aqui

one-year window

Recebo muito email sobre imigração e tento responder como posso. Semana passada recebi emails a respeito do One-Year Window no processo de imigração. O One-year window não é para imigrantes que chegam aqui através da categoria Skilled Workers and professionals ou sponsored pela sua familia pelo processo federal e nem pelo Provincial Nominee Program. O one-year window é para refugiados que o governo trás para o Canada (não os que chegam aqui e pedem refugio) e quando eles chegam aqui eles teem 1 ano para fazer a aplicação para trás o marido/mulher e filhos de até 22 anos desde que eles foram declarados nos papéis dos mesmo quando estavam no campo de refugiado ou programa de proteção, etc – essa aplicação para os membros da familia é como uma extensão dos que chegam aqui.

490!

Hoje na TV só deu noticias com a chegada do navio com os 490 refugiados (isso mesmo, 490!) vindos do Sri Lanka que foi intereceptado ontem em águas canadenses e foi trazido pra BC hoje… Eu estava lendo os comentários (já tem mais de 2 mil!) no site da CBC News e a maioria absoluta é contra essa ação do governo. Por quê? Por que essa história ‘fede’, acredita-se que pagaram 50 MIL dolares para estarem no navio (que refugiado de verdade consegue pagar isso? E até a gente, quem consegue juntar isso tudo?). Sairam de Sri Lanka e iam para Australia, a Australia parou o navio ainda no mar e o direcionou para Christmas island onde eles possivelmente iriam dar entrada ao processo de investigação e pedidos de refúgio mas nesta ilha teria instalaçoes para eles longe da Australia… o navio foi pra lá? Não, decidiu mudar a rota e veio pro Canada, por que não para os EUA? Pq sabiam que nos EUA não teriam a menor chance. E no Canada tb não deveriam ter a menor chance, o Canadá não pode dar ao mundo a visão de ser uma porta aberta e fácil assim, principalmente, a um fato tão cheio de dúvidas no ar. Acredita-se que a bordo estão membros Tigres de Liberação do Tamil Eelam, os Tamil Tigers, que o Canadá considera já uma organização terrorista desde 2006 (só esse fato já deveria ser motivo para mandarem esse navio de volta de onde vieram) e, tb a suspeira de tráfico humano. O Canadá é aberto a imigrantes, ajuda anualmente milhares de refugiados, e me orgulho disso, e tem milhares esperando por uma resposta; cada processo demora até anos para ter o resultado final e, enquanto não sai a resposta, os refugiados recebem assistencia financeira do governo, são dados visto de trabalho (mas a maioria não trabalha, por falta de conhecimento da lingua, por não querer, por diversas razões). Todas essas razões contribuem para a reação negativa dos canadenses perante a chegada do navio de hoje. A minha opinião, sim, a guarda costeira deveria ter ajudado o navio já que estào nas águas desde Maio, deveria ter dado comida, água, ajuda médica e assistencia mas em águas canadenses MAAASSS deveria ter barrado a entrada ao país. Hoje chegaram quase 500 dessa forma, amanha chega 5000, depois 50000…. Nada contra a entrada de um refugiado que consegue chegar ao solo canadense, mas alguém (ou grupo) pegar um navio, cobrar 50 mil de cada um, encher o navio e sair navegando pra tentar achar um país que dê refúgio? E chegar no país como o Canadá e receber assistencia médica, casa, ajuda financeira e permissão pra trabalhar? Isso tudo saindo dos impostos que eu, os canadenses e os imigrantes legais pagam pelo trabalho suado nosso. Não é justo com a gente e nem com as pessoas que aplicam para imigração com intenção de vir legalmente, trabalhar e contribuir para a sociedade, e nem é justo para com os refugiados que ainda estão em campos de refugiados esperando a chance de vir para cá.

Refugees

Recebo vários e-mails com perguntas sobre asilo/ refúgio no Canadá. Até tento responder rápido mas para ser sincera, os e-mails que recebo vindo do blog eu respondo só qdo toda a minha vida virtual já está toda atualizada e e-mails pessoais e recados em orkut e facebook respondidos hehe então para agilizar as respostas, vcs mesmo podem procurar aqui no Site da imigração (CIC ) e o site do Immigration and Refugee Board 😉

Arrivals

Correria no trabalho hoje. Estava programada a chegada de só um refugiado vindo da Africa e qdo foram buscá-lo no aeroporto, estavam ele e mais uma familia de 5 pessoas! Foi uma correria pq a gente sempre tem notificação e confirmação da Imigração do Canadá semanas e as vezes até meses antes da vinda deles; temos datas de saida e chegada e tal, e com isso já começamos a procurar acomodação e os preparativos pra tirar documentos, consultas etc. E eu nem pude ajudar mt pq fiquei o dia todo na contabilidade dando uma mão pra auditoria que vamos ter…. Mas enfim, eu fico é feliz, ainda mais se tiver criança no meio. A última familia que recebemos tinha 1 bebê e 3 crianças pequenas, é tão tão bom saber que estamos dando uma nova vida pra elas! Bom, amanha vai ser correria total…

Reunificação familiar

No aeroporto, a mãe que veio como refugiada há 3 anos espera o marido que foi em Toronto buscar as duas filhas pequenas do casal que foram separadas deles quando eram quase bebes e viviam com a tia delas num campo de refugiado até ontem! Qdo ela os vê descendo a escada rolante, dá um grito – alto o bastante para 2 policiais irem correndo em direção a ela. Ela chorando, se ajoelha, beija o chão e começa a rezar alto para Allah… qdo as crianças finalmente chegam perto dela, o pai sussura no ouvido delas (creio eu dizendo ‘esta é a mãe de vocês’) e elas abraçam a mulher que ainda está ajoelhada… e ela abraça forte as duas meninas, chora alto e ainda grita e sorri e agradece ao deus dela. Todos em volta começam a chorar inclusive a assistente social e os três oficiais de imigração presentes e responsáveis pela organização desde a saida das crianças do campo de refugiado ao destino final. Todos lá, as 3 da manhã no aeroporto para presenciar essa cena emocionante; finalmente um fim para a história de luta deles e não poderia ser um final melhor!

Inglês

Acho sempre tão interessante como as pessoas aprendem a lingua do país. Estava reparando algumas das familias que chegaram aqui como refugiadas no meio do ano passado sem nada de inglês e hoje os pais entendem o básico muito básico mas os filhos pequenos já meio que servem como tradutores/intérprete para eles, não para a gente aqui na organização mas no cotidiano deles. Acho um pecado mas é o jeito deles de get by no dia a dia, muitos nem sabem escrever ou ler na própria lingua deles; outros chegam aqui nem querendo vir para cá, não que isso seja motivo para não aprender mas o fato é que não querem ou não conseguem ou se esforçam e as crianças por aprenderem naturalmente com bem mais facilidade, acaba sendo interprete deles… enfim, meu momento de reflexão do dia. Back to work now..